quarta-feira, 26 de outubro de 2011

meu sorriso, morena

distante
de instante imaginar se sou ou não capaz
da minha paz, do que quiser
parece saudade
e é

ser em corpo
mas não em alma
velho moço vivo morto
preciso de um pouco mais de calma

se eu não andar
a vida vai sem mim
se ficar
me dá um beijo o fim

paro sento penso choro
a sociedade fode o mundo
diferente, não ignoro

qualquer um tem vocação pra ser gandhi
mas escolhe ser tirano, capitalista
nessa vida quero ser turista
e viajar, viajar no meu plano

se o mundo acabasse hoje, quem?
pois é, meu bem,
queria saber se meu sorriso
ainda atrai alguém

3 comentários:

  1. só levo a saudade, morena...

    ResponderExcluir
  2. qual é o teu signo arthur?

    ResponderExcluir
  3. Tu escreve bem, sempre escreveu.

    ResponderExcluir