domingo, 3 de outubro de 2010

Beyond the corner.

Eu me apaixono tão rápido, assim como um beija-flor que sai bebericando flores por aí. E por isso, muitas vezes, eu nem sinto o gosto do néctar que eu estou amando. Eu tenho mania de achar que meu coração é lugar para guardar mil paixões.

O que eu sempre quis era ser um beija-flor, mas o mundo me disse que não há tempo para provar de todas as flores até encontrar uma perfeita. Eu tenho que me contentar com o que não gosto. E nessa contentação eu acabo perdendo o que poderia ser muito positivo pra mim. Eu sempre perco as pessoas mais importantes, sempre dou lugar a novas que são incapazes de suprir a falta das anteriores. Eu sou um técnico de futebol num jogo onde os jogadores se machucam com facilidade. E, bem, eu não tenho um bom banco de reservas.

-
Era todo teu o gosto da minha mordida.
-

Se um dia você resolver procurar por mim eu sugiro que comece pelo lugar onde você me deixou, porque até hoje não reuni forças suficientes para me levantar daqui.

8 comentários:

  1. Foi a coisa mais bonita do meu dia.

    ResponderExcluir
  2. As coisas que você escreve são perfeitas, admiro muito você (:

    ResponderExcluir
  3. Você tem um jeito único de escrever, onde suas palavras transcendem o seu ser. Tudo a flor da pele, de onde tira sua inspiração? a mesma é bela.

    ResponderExcluir
  4. você escreve bonito,pena que é feio

    ResponderExcluir
  5. stava aq penzando,e nosa men,fiko.l sholw de bowla,paumas p/ vose

    ResponderExcluir
  6. Penso que seus amigos são pessoas sortudas por terem você.

    ResponderExcluir
  7. QUE LIIIIIIIIIIIIIIINDO CASA COMIGO?

    ResponderExcluir
  8. ^ Aposto que não leu metade do texto.... pena.

    ResponderExcluir